quinta-feira, 1 de dezembro de 2011

Fidelidade partidária: Ministério Público pede cassação do prefeito de Serrolândia (PCdoB)



O Ministério Público Eleitoral entrou com petição 164970, na Justiça Eleitoral, no dia 25 de novembro de 2011, às 12h44, em ação de perda de cargo eleitivo por desfiliação partidária, que, caso seja aceita pelo Tribunal Eleitoral, poderá significar a cassação do prefeito Gildo Mota Bispo, que trocou o PSB pelo PC do B, contrariando a lei de fidelidade partidária. O relator do processo na Justiça Eleitoral é o Juiz Maurício Kertszan Szporer.
De acordo com informações, foram foram feitos 21 pedidos de asfastamentos de prefeitos e vereadores na Bahia e há ainda outros 282 políticos que poderão perder mandatos por infidelidade partidária.

O prefeito de Serrolândia ainda tem direito de recorrer da decisão.

Do Site Corino Urgente.
Postar um comentário